Importante!

Este blog foi feito para compartilhar frases e textos, proporcionar alguns sorrisos e quem sabe dar pitadas de emoção à vida de quem o ler.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Dica de Leitura #46

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida - Kate Eberlen

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida conta a história de Tess e Gus, dois jovens que foram feitos um para o outro, mas podem nunca se encontrar.

LivroO Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida
Autora: Kate Eberlen
Editora: Arqueiro 
Nº de páginas: 432

Após a morte da mãe, aos dezesseis anos Tess precisa assumir a responsabilidade de cuidar da irmã mais nova, lidar com o pai ausente e com o fato de ter desistido de ir à faculdade e do sonho de ser escritora.

Gus foi aprovado para o curso de medicina, mas não sabe se esse é o caminho certo a seguir. No entanto, após a morte de seu irmão mais velho, sair de casa pode ser uma ótima maneira para tentar se livrar da culpa e começar uma vida praticamente nova.

Tess e Gus se encontraram por acaso na Itália, mas não se conheceram realmente. Poderiam ter se conhecido na faculdade, mas as circunstâncias novamente os fizeram ficar distantes. Ao longo de dezesseis anos, embora os destinos de Tess e Gus quase se encontrem, os dois vivem vidas completamente diferentes, mas ambos precisam lidar com dificuldades, escolhas difíceis e com as consequências das mesmas.

Tess e Gus são jovens que tiveram planos e sonhos para o futuro, mas cada um foi marcado por uma dor que os acompanha e influencia direta e indiretamente o rumo de suas vidas, para quem sabe, um dia, possam se encontrar novamente.


O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida foi um livro que me cativou e surpreendeu. Não é um enredo clichê e o leitor fica na expectativa, torcendo para que os personagens acertem suas escolhas e possam se encontrar.

A autora nos apresenta personagens muito reais e humanos, com angustias e dúvidas comuns, que nos aproximam da história.

Tess é uma garota forte, mas também podemos sentir seu sofrimento através da narrativa. Ela também precisa lidar com seus sentimentos contraditórios e a saudade da mãe, fazendo-nos torcer ainda mais pela protagonista.

Gus busca fugir da culpa que sente pela morte do irmão, mas o livro nos mostra que essa fuga o aproxima cada vez mais das lembranças que quer esquecer.

Indico O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida para aqueles que gostam de romances com personagens reais e humanos, que emocionam e convidam à reflexão.

Elis C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário