Importante!

Este blog foi feito para compartilhar frases e textos, proporcionar alguns sorrisos e quem sabe dar pitadas de emoção à vida de quem o ler.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Dica de Leitura #20

Ligeiramente Casados - Mary Balogh

Ligeiramente Casados é o primeiro de uma série de seis livros da autora Mary Balogh.




Livro: Ligeiramente Casados
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro 
Nº de páginas: 288

Em seu leito de morte o capitão Percival Morris tem como preocupação o destino de sua irmã Eve, portanto, pede ao seu superior, Coronel lorde Aidan Bedwyns, que a proteja, custe o que custar. Sem saber a motivação do pedido, o coronel atende o último desejo de seu subordinado e segue ao Solar Ringwood - a propriedade da família Morris - para dar a notícia da morte do capitão e verificar o que precisa ser feito para cumprir sua promessa.

Lá encontra Eve, uma jovem bonita e independente, que administra toda a propriedade sozinha, cuidando não apenas de seu patrimônio, mas de seus dependentes - seus criados e duas crianças órfãs. Eve declara ser independente e não necessitar de ajuda, contudo, uma cláusula do testamento do pai pode mudar sua vida: ela perderá toda a sua fortuna se não casar antes do primeiro aniversário de morte do pai, ou seja, em apenas alguns dias.

Ciente da promessa feita, e como o próprio nome do livro já indica, o coronel Aidan propõe um casamento de conveniência à Eve, para que ela não perca sua herança para o detestável e ganancioso primo. Apesar de relutar, pensando em sua família, a jovem aceita o acordo: se casarão, mas posteriormente, ela manterá sua vida no campo e ele retornará à carreira militar. 

Contudo, o duque de Bewcastle, irmão do coronel, descobre sobre o casamento e exige que Eve seja apresentada à rainha e à sociedade. A partir disso, o que era para ser uma experiência curta, transforma-se em convivência diária, o que traz a tona sentimentos até então velados, que surgem de modo gradativo e despretensioso. 

O interessante da narrativa é que apesar da rápida conexão dos protagonistas - unidos pelo casamento de conveniência -, o envolvimento dos dois desenvolve-se apenas ao longo do tempo. Aidan é frio e fechado. Eve é generosa e independente. Entretanto, apesar de todas as diferenças, com sinceridade e companheirismo, estes dois seres distintos podem encontrar um no outro o sentido do verdadeiro amor.



Ainda não conhecia a autora, mas fiquei encantada, pois a leitura flui com facilidade e nos prende até a última linha. 

Uma ótima dica para quem, assim como eu, adora ler um bom romance de época!

Elis C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário