Importante!

Este blog foi feito para compartilhar frases e textos, proporcionar alguns sorrisos e quem sabe dar pitadas de emoção à vida de quem o ler.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

- Mas não estou compreendendo esta parte. – Giulietta deu meia-volta para mostrar ao frade um trecho da carta. – Por que ele diz que o lugar de meus olhos não é em meu rosto, mas no céu noturno? Suponho que isso possa ser interpretado como um elogio, mas decerto bastaria dizer que meus olhos têm um matiz celestial. Não consigo acompanhar esse raciocínio.
- Não é raciocínio – assinalou Frei Lorenzo pegando a carta. – É poesia e, portanto, é irracional. Seu objetivo não é convencer, mas agradar.

(Julieta – Anne Fortier – Pág. 133 - Resenha AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário