Importante!

Este blog foi feito para compartilhar frases e textos, proporcionar alguns sorrisos e quem sabe dar pitadas de emoção à vida de quem o ler.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

(...) Deixe-me adivinhar: se fôssemos casados, você me acorrentaria no calabouço toda vez que saísse de casa, certo?
Ele considerou a idéia, mas não por muito tempo.
- Eu não precisaria disso. Depois de me conhecer, você nunca mais iria querer outro homem. E – complementou, finalmente pousando a colher na mesa – se esqueceria de todos os que já conheceu.
As palavras dele – meio brincalhonas, meio sérias – enroscaram-se em mim feito um cardume de enguias num afogado e senti milhares de dentinhos pondo à prova minha compostura.

(Julieta – Anne Fortier – Pág. 268 - Resenha AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário